logo lider noticias

Um homem está sendo investigado após um caso de “estelionato amoroso” no Distrito Federal.

Um homem está sendo investigado após um caso de “estelionato amoroso” no Distrito Federal.

O “Don Juan”, Júlio César Santos de Morais Lima, 43, foi acusado de seduzir Weslaine Moura Neves, 27, e deixá-la com um prejuízo de pelo menos R$ 700 mil, de acordo com o Metrópoles.

Enquanto se relacionou com o rapaz, a vítima perdeu o emprego, vendeu o carro, o apartamento e ainda perdeu todo dinheiro que tinha no banco. Os dois começaram a se relacionar em 2022, e com poucas semanas optaram por morar juntos em Ceilândia, no apartamento da moça.

Júlio conseguiu convencer Weslaine a pedir demissão e se mudar para Balneário Camboriú, em Santa Catarina. Em seu depoimento, ela relatou que ela era responsável por todas as despesas. “Ele gostava de viver uma rotina de alto poder aquisitivo. Só almoçava e jantava fora e tomava café em padarias chiques”, esclareceu ela.

O acusado conseguiu fazê-la vender seu apartamento por R$ 180 mil, além do seu veículo Honda Civic. “Ele pegou uma Land Rover e R$ 25 mil em espécie após vender meu apartamento. Logo após nos mudamos para Santa Catarina onde ele me fez assinar um contrato de locação de uma casa por R$ 5 mil mensais”, explicou.

Ela ainda relatou que o suposto golpista abriu contas e usou seus cartões de crédito. “Pelo menos seis carrros foram comprados e financiados em meu nome. Além disso, até a irmã dele usou meu dinheiro para comprar cinco televisões. Toda a família se esconde sob o falso manto da religiosidade”, disse ela.

administrator

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *